Sabes que és Nadador Salvador Quando... | Diário de uma Nadadora Salvadora

sábado, 29 de julho de 2017

A verdade é que a visão de um nadador salvador mais ninguém a tem. Só nós entendemos o que passamos na praia dia após dia. E por isso vim dar a conhecer algumas visões que só um NS vai entender e para quando forem à praia se lembrarem e verem um nadador.


1. Sabes que és Nadador Salvador quando consideras fato de banho e óculos do sol o teu guarda roupa. Desde que tirei o curso que me deixei de preocupar com a roupa de verão, apesar de este ano estar a fazer um esforço para não deixar que isso aconteça.

2. Sabes que és NS quando deixas de ver um ATL ou um grupo de campo de férias de miúdos fofos e passar ver um exercito de putos vindos do inferno. Não levem a mal, mas um grupo de crianças na água requer o máximo de atenção da nossa parte e a preocupação aumenta.

3. Sabes que és NS quando andas mais na praia do que salvas pessoas. A verdade é que andamos imenso na praia para trás e para a frente, e as dores começam a aparecer.

4. Sabes que és NS quando já não te importas com o que vestir ou penteado ou mesmo maquilhagem.A minha única preocupação é hidratar o meu cabelo e a minha pele, o resto fica para o resto do ano.

5. Sabes que és NS quando tens as pernas e as mãos mais bronzeadas que qualquer outra parte do corpo. O bronzeado desuniforme é uma coisa que me preocupa e não gosto nada de ver.

6. Sabes que és NS quando passas o dia a desejar que chova num dia de praia para as pessoas irem todas embora. Peço desculpa às pessoas que vão à praia, e tenho pena de quem tira férias e depois são dias a chover mas a verdade é que estamos mais descansados quando está a chover e a praia vazia.

7. Sabes que és NS quando vais à praia como simples banhista e dás por ti a vigiar a água. Isto aconteceu-me o ano passado quando fui à praia a primeira vez como banhista e achei imensa piada quando dei por mim a vigiar sem fazer falta.

8. Sabes que és NS quando deixas de te preocupar com a PSP ou a GNR e passas a preocupar te com a Polícia Marítima. Não é bem deixar de preocupar, é mais que, a nossa autoridade passa a ser a PM e não as outras.

Que tal acharam? Admito que antes de ser NS não sabia nada disto, e foi uma surpresa.

A Pa-trícia

24 Anos de Vida | 1 Ano de Blogue

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Ontem estivemos dois de parabéns. Eu e o A Pa-trícia. Na altura achei que por ser um blogue mais pessoal que só faria sentido termos o mesmo dia. E assim foi. Hoje (que foi ontem) festejamos juntos. 
Decidi que estava a precisar um um refresh no look e pedi a minha Teorias para me tratar disso, uma vez que não sou muito entendedora de HTML. E assim ficou mais fresquinho e mais funcional. Podemos dizer que ela fez um óptimo trabalho, eu adorei! 

Admito que não sou a pessoa mais ligada a aniversários. Odeio ver-me a envelhecer e os que me rodeiam. Custa-me imenso ver os anos a passar e ver que não fiz nada do que queria. Mas sei que é a lei da vida e não há nada a fazer, apenas aceitar. Já tenho lido sobre isso, porque existem milhentas pessoas como eu. E até comprei um livro intitulado "Feliz Aniversário", onde retrata três aniversários de pessoas diferentes que tal como eu não aceitam a idade. 
Vocês pensam, 'ela só faz 24', eu sei. Mas desde que fiz os 20 que é assim que tenho reagido. Estou aqui estou nos 30! É incrível como a vida nos passa à frente e nem nos apercebemos. O meu pai já me fala em casamento e filhos e eu ainda nem da universidade saí! É aí que penso que a minha vida estará atrasada em relação à idade. Resta me continuar a lutar e fazer para que estabilize. Nem sempre é fácil ultrapassarmos as barreiras que se colocam na frente,  já com os ombros pesados. 

Anyway, não trouxe nada para o primeiro aniversário do blogue, apenas as minhas palavras. Estou feliz por ainda continuar aqui neste mundo, mesmo com altos e baixo. Nem sempre me aparece a inspiração e depois torna-se complicado. Mas prometo lutar para estar mais presente e ver esta criação a ganhar asas. 

Um obrigada a quem está desse lado!

Ps. Com o trabalhos e os festejos esqueci me da publicar no dia --'

A Pa-trícia



Não Estou na Moda!

domingo, 28 de maio de 2017


Para quem abriu a pensar que vou falar de cenas fashion, desculpem mas não vou falar de roupa, nem sapatos. Mas sim de comida e alimentação.

Já repararam, certamente, que também existem os alimentos da moda. Tipo a beterraba, os espinafres (que vai em tudo que é batido verde), a quinoa, a tapioca...etc. Pois. Adorava poder estar na moda. Porém muitos destes alimentos são ricos em ferro. Não digo que não posso comer de vez em quando. Sim, posso. Mas não estou a inclui-los na minha despensa semanal. Porque sei que apenas poderia consumir um 'cadinho' por semana de um alimento rico em ferro, por isso acabaria por ser um desperdício. E não imaginam o que me custa! Sei que não se houve muitas vezes alguém dizer 'adoro bróculos e espinafres', mas a verdade é que eu adoro mesmo! 

O Fim | Queima das Fitas'17 Coimbra

quarta-feira, 17 de maio de 2017


Agora que acabou a febre da queima e rotina voltou ao normal, já me consigo sentar e fazer um balanço dos 9 dias de queima. Para mim, o mês de Maio é especial só pelo facto de haver a Queima das Fitas, cortejo e convívio. Todos os anos há algo que me marca estes dias, todos. E este não foi excepção. Conseguiu marcar-me de uma forma super positiva. A minha teorias não passou só o fim de semana comigo mas sim 7 dias!! Foi algo de fantástico poder partilhar a melhor semana do ano com uma pessoa tão especial e que me entende tão bem. Não podia estar mais grata por isso, por ela ter tornado esta queima e aquele cortejo tão especial. Só tenho a agradecer-lhe por ter vindo e partilhado todos os momentos comigo, os bons e os maus.

Aquele Salvador

domingo, 14 de maio de 2017


Sei que este assunto vai correr muita "tinta"  mas o meu coração precisa de se expor e por isso, é com a minha gata ao colo, a implorar por mimo e carinho, que vos escrevo nesta madrugada. O meu peito não consegue alargar com mais felicidade que vai dentro dele. Lembro de ser pequenina e acompanhar a Eurovisão com garra e esperança de um dia ver o nosso Portugal a ganhar. A minha mãe ria-se de mim e dizia para eu desistir que nós nunca iríamos ganhar porque nunca levávamos músicas em condições. Admito que nem sempre gostei das músicas que foram seleccionadas no Festival, no entanto nunca deixei de acreditar.

Sei cada canção portuguesa tocada na Eurovisão. Desde 1964, com António Calvário que ficou em último lugar sem um único ponto, até hoje.